Cuidado! Usar muitas vezes o mesmo óleo pode até causar câncer!

Quem não gosta de uma batata bem fritinha? Ou um peixinho empanado bem crocante? Não importa o que você gosta de comer, quando o assunto é fritura o melhor é não abusar do mesmo óleo para diversas frituras.

Sabemos que o óleo é importante para o preparo de diversos alimentos, porém há um limite para o uso em frituras que deve ser respeitado. O abuso na reutilização do óleo para fritar os alimentos deve ser o mínimo possível, pois, as frituras constantes fazem com que o óleo forme uma substância chamada acroleína. As chances de um alimento frito nestas condições causar irritação no intestino, úlcera e até mesmo câncer são enormes.
Mas o óleo não é tão barato assim para que as pessoas saiam fritando e descartando tudo rapidinho, não é mesmo? Por isso a Ambiental Santos listou algumas dicas para que você possa usufruir do óleo sem contaminar seu alimento por culpa da fritura:
– Fique de olho na temperatura máxima do óleo. O recomendado é 180ºC. Para saber se o óleo ultrapassou essa temperatura, basta observar se está saindo fumaça da panela ou frigideira;
– Se puder, frite por longos períodos. É bem melhor do que ficar fazendo pequenas frituras todo o tempo. Separe o que vai fritar e faça o máximo que puder de uma vez;
– Pausou a fritura? Tampe a panela ou frigideira para não o mínimo de contato com o ar;
– Nem pense em misturar óleo velho com óleo novo;
– Fritou e vai guardar o óleo? Espere esfriar e retire os resíduos! Use uma peneira ou filtro de café para tirar as impurezas. Procure guardar o óleo longe da luz solar e bem tapado.
Fique de olho
produtos fritos em óleo usado por até até 9,5 horas é o mais recomendado. Passou desse tempo de fritura, viu a formação de espuma, cor mais escura ou um cheiro mais forte, descarte na hora. Guarde na sua casa em garrafas pet e procure um posto de coleta da Ambiental Santos que dará o melhor destino ao óleo.
Sua saúde e o meio ambiente agradecem!

Siga a gente no Facebook e no Instagram!