Separar óleo para reciclagem pode acabar com o estresse nos condomínios

A pandemia está causando inúmeros transtornos nos condomínios residenciais. Muitas destas confusões acontecem por vizinhos brigando por barulho justamente pela convivência forçada. E como o síndico pode resolver essa questão? A Ambiental Santos tem uma ideia que pode ser bem bacana!

Que tal criar, no condomínio, uma ação para juntar óleo de cozinha usado para reciclagem? Se você é síndico em Curitiba já deve saber que existe uma Lei Municipal 15.344, de 23 de novembro de 2018, para evitar que o óleo seja despejado nos ralos e pias das residências e contamine a rede de água. E deve saber também que a lei estadual 19 260/2017 já obriga quem produz e comercializa óleo de cozinha a manter pontos de coleta, portanto o texto dos vereadores da capital apenas avança na política de conscientização, estendendo a logística reversa às residências.
Então você pode resolver várias situações com uma única ação:
– Entrar em sintonia com a lei
– Ajudar o meio-ambiente
– Conseguir produtos de limpeza para o condomínio
– Promover uma ação que una os vizinhos
Vamos nessa então!
Primeiro, entre em contato com a Ambiental Santos para escolher os melhores dias para a coleta. Uma vez determinado quais os dias, separe um espaço para que todos os moradores possam descartar o óleo. Uma grande lixeira com um cadeado – que terá uma cópia da chave para cada apartamento – já é mais que suficiente.
Para descartar o óleo usado na cozinha, explique para os moradores como proceder. Ou seja, separar garrafas pets com tampa, devidamente lavadas e alertar que o óleo precisa esfriar antes de colocar nas garrafas, para não derreter. ,
Quando a garrafa estiver cheia, oriente os moradores para levar até este espaço para colocar tudo junto. O que pode ser feito é uma ação de conscientização seguido de uma gincana, por exemplo, oferecendo alguma coisa e troca para quem conseguir levar mais óleo.
Vale lembrar que o síndico não precisa aprovar em assembleia a coleta seletiva do óleo, pois é lei, mas vale chamar todos os moradores e explicar o que vai acontecer.
E tem mais! O condomínio pode ajudar o Projeto Óleos do Bem revertendo o óleo em dinheiro para o Hospital Erasto Geartner – ou então trocar por produtos de limpeza, mas essa questão é o condomínio que decide.
Gostou de ideia? Então já está na hora de unir os moradores durante a pandemia com a Ambiental Santos!

Siga a gente no Face ou no Insta agora mesmo!