Óleo de soja pode sair da cozinha e causar desastres ambientais

Um dos produtos mais importantes para o preparo de alimentos pode se tornar uma ameaça? O óleo vegetal está presente na maioria das cozinhas e faz parte da cesta básica, pode ser feito usando como base de soja, amendoim, algodão ou girassol e, apesar da alta dos preços, segue sendo uma compra básica.

Após usado, basicamente o que temos com o óleo utilizado muitas vezes é um produto capaz de contaminar centenas de litros de água pura e causar danos irreparáveis ao meio ambiente com apenas um litro.

Mesmo em localidades com tratamento eficiente de esgoto, este óleo desperdiçado pelos ralos causa estragos nas tubulações ao se acumular nas paredes dos tubos e reter outros resíduos, forçando uma situação de rompimento e entupimento.

Muitas vezes, é necessário até mesmo abrir as calçadas para trocar a estrutura danificada, o que já  prova a força destruidora do óleo usado. Existem produtos que conseguem solucionar este problema quando não é tão grave, mas eles também, pela força e corrosividade, acabam sendo prejudiciais para a rede de esgoto.

Meio ambiente vira alvo fácil
Rios, mares, lençóis freáticos e qualquer terreno são presas fáceis do poder do óleo usado quando ele é jogado no meio ambiente. Por ser líquido, o óleo espalha muito fácil e fazer a contenção passa a ser uma tarefa complicada e dispendiosa. O óleo não se mistura com a água e o resultado é uma camada que fica boiando na superfície impedindo a passagem de luz e oxigênio na água matando peixes, moluscos, plantas e algas:

Há o problema da decomposição do óleo de cozinha, mais lento e libera abundantes quantidades de gás metano. Com o passar dos dias surge um mau cheiro característico que atrais pestes como ratos e baratas, além de agravar o efeito estufa.

Descartar com responsabilidade
Para evitar contaminação, basta adotar o descarte do material em embalagens pets e destinar o produto para reciclagem. A garrafa de plástico que um dia serviu para embalar refrigerantes são ideias para esta missão por serem vedadas de maneira segura e por não quebrarem como nos modelos de vidro:

O óleo não entra em contato com meio ambiente através das tubulações de esgoto, as principais portas de contaminação. O óleo pode ser reciclado com segurança e o resultado é a volta deste óleo transformado em outros produtos úteis para produção de resinas, tintas, biocombustíveis, produtos de higiene e glicerina.  Mas vale lembrar que apenas empresas sérias podem e conseguem realizar esta reciclagem nas regras e normas.